Vender produtos Polishop

Muitas empresas ligadas ao comércio prosperam a partir de uma rede de vendedores, que oferecem seus produtos a todos os rincões possíveis e oferecendo algumas bonificações. Existem diversos sistemas do gênero, bastante populares – como a venda por consignação, comum em cosméticos, por exemplo.

Outra, bastante polêmica, está relacionada a prática de marketing multinível (MMN), facilmente confundida com o tradicional esquema de pirâmide por conta de seu mecanismo fundamental: é preciso recrutar novos distribuidores para ter algum sucesso nessa empreitada. Os exemplos clássicos desse tipo de formato são a Amway e a Herbalife – ambas contam com defensores e prejudicados. No final de 2010, uma nova empresa lançou-se nesse meio: a Polishop.

Por que parece bom? Se você não é um alienígena, deve ter sintonizado sua TV ou visto a logo da empresa em algum shopping: seus produtos costumam encantar os olhos dos telespectadores (ou ao menos gerar paródias) a partir daqueles slogans persuasivos aos moldes “mas não é só isso: junto com esse negócio você leva inteiramente grátis…”. Não há como negar que o posicionamento da empresa é bastante marcante. A meta de João Appolinário, presidente do grupo, também é bem definida: mil vendedores autônomis em três anos.

Mas por que não parece? O site polishop.com.vc oferece, basicamente, uma apresentação convincente, um formulário de cadastro (você é obrigado a comprar um “kit” para comercializar, aos moldes de outras do ramo) e iniciar sua empreitada. Em seu manual, explica que “a manutenção do status de ativo dependerá diretamente do comportamento do empreendedor e de um nível mínimo de atividade para garantir mais benefícios exclusivos”, sem explicar com clareza os detalhes. Deixa a entender apenas que você precisa comercializar os produtos (que não são baratos) e recrutar muitos vendedores, o que não é para qualquer um. Reflita.

Agora, é incrível como a coisa já pegou: reparem na quantidade de gente achando que é moleza recrutar pessoas postando links em fóruns… Enfim, não vai demorar para encontrarmos aquelas famigeradas “conferências de recrutamento”…

One thought on “Vender produtos Polishop

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *