Vender… Órgãos?

Ouvi esses dias uma pergunta absurdamente estranha, mas ao mesmo tempo preocupante: “ei, é verdade que o fígado consegue se regenerar?”. Imaginei que tratava-se de uma simples curiosidade etílica, algo como “talvez eu consiga recuperar após um porre”… Fiquei surpreso, no entanto, pelos reais motivos do interesse: “se isso for verdade, posso vender parte dele para transplante!”.

Arregalei os olhos, apavorado com essa constatação: a doação de órgãos sempre me pareceu algo, acima de tudo, humano. Uma forma de valorizar a vida, esse dom que recebemos sabe-se lá por que e, por isso mesmo, não tem preço. Será mesmo que, independente de qualquer regeneração ou algo assim, algum maluco poderia, sei lá, vender um rim para pagar suas dívidas? Ou pior: inventar de executar aquele golpe da “banheira de gelo”, que só existe naqueles e-mails inventados?

Tabela macabra Uma constatação impactante, publicada pela revista Wired em 2007, traz detalhes incríveis a respeito desse mercado. O preço de um coração, por exemplo, pode variar entre 90 mil dólares na Colômbia ou até 290 mil em algumas nações da ásia – mesmo valor que pode ser pago por um fígado nessa região. Um rim, no entanto, vale menos: de 15 mil dólares no Paquistão até uns 145 mil dólares na Turquia. O quadro ainda revela um dado ainda mais pavoroso: na China, parte da origem dos órgãos avaliados para transplante são de prisioneiros executados!

Buraco negro? Se você for como eu, além de distância dessas aventuras, comemora o fato do brasil ter um sistema onde é muito difícil burlar. Reproduzo aqui algumas palavras pinçadas do especial sobre o tema, conduzido pelo médico Dráuzio Varela, no Fantástico: “Todo brasileiro que necessita de transplante vai para a fila de espera. O sistema é informatizado e fiscalizado pelos próprios pacientes que aguardam. Impossível furar a fila. Há 50 mil brasileiros cadastrados a espera de um transplante. Muitos morrerão enquanto aguardam”.

Vejam como o assunto é mais sério que uma simples conversa de bar.

11 thoughts on “Vender… Órgãos?

  1. Impressionante a quantidade de comentários a esse post, com pessoas deixando nomes e números de telefone (todos editados). Sinceramente, não sei se vale a pena deixá-los registrados aqui – até porque, em tese, estão todos a um passo de cometer um crime.

  2. Eu acho que cada um tem direito de fazer o que quizer com o que é seu, contanto que não ofenda ninguém. Eu jamais doaria meus órgãos de graça, a não ser que fosse pra alguém da minha família. Se é meu eu acho que posso fazer o que quizer, inclusive vender, principalmente num caso de necessidade, afinal quem vai ter a qualidade de vida diminuida sou eu. Não é bem melhor vender, e todos se beneficiarem, do que deixar apodrecer debaixo da terra. É um toma lá dá cá. Eu preciso de dinheiro e o outro precisa do meu órgão, ou parte dele, que é saudável, mas é meu.

    1. Ione, seu comentário é perfeito, não fosse um detalhe: segundo a legislação brasileira, você não pode vender seus órgãos. Nesse sentido, a questão sobre direitos e deveres toma outro ângulo, não? Abraços, e obrigado por contribuir neste debate!

  3. bem, é estranho se desfazer tão facilmente de algo tão precioso e único q Cristo nos presenteou ao nascermos, mesmo ainda dentro do ventre de nossas mães, mas, acontece q o q mais mata pessoas, é a falta de oportunidade de continuar sobrevivendo neste mundo tão medíocre e difícil, onde pessoas são totalmente separadas por classes sociais….eu, me encontro desesperada, e precisando muito acertar uma situação, q se não resolver logo, irei morar debaixo da ponte com minha família, e por mais q trabalhe eu e meu esposo, não é o suficiente….temo por isso, pq a cada instante q se passa, as pessoas nos dão rasteiras, a vida tombos, e por este motivo, venho oferecer meu rim a venda. São tantos q dependem de mim, nossa família é muito grande, tenho muitos animais q adotei, q cuido, e não quero deixá-los, ninguém desemparados, sei q é um risco, mas este devo correr….afinal a vida é minha, o problema também é meu. Nesta vida, só pagamos impostos e nada mais. Pagamos pra nascer e tbm pra morrer.

  4. Bom, À todos que querem “vender” seus orgãos, são comentários absurdos, primeiro você nunca receberia primeiro, pois como voçê faria garantia e segundo: mesmo que recebesse adiantado acha que local que faria a cirugia seria na sua casa??? Claro que não ou teria que sair do país: Europa ou Àsia, ou um lugar no meio do nada e falando francamente acredita que eles só arrancaria um orgão combinado!!!! Francamente, não acredito em dinheiro fácil…..Se fosse para optar…..Isto é asneira

  5. sei q naw eé comum oferecer orgãos mas vai depender qde qual preçisao estamos passando, a realidade e q estamos em um mundode dividas estou sendo ameacado de morte por dividas criadas do nada mas fazer o q ?o certo é q tem muita gente q é rico q preçisa e tem muitagente pobre q preçisa muito mais fazer esse sacrifíçio pra poder sobreviver!!!!!!!

  6. AOS SRS QUE CRITICAM O DESESPERO DAS PESSOAS COM CERTEZA NAO TEM A MINIMA NOÇÃO DO QUE AS PESSOAS ESTAO PASSANDO PARA CHEGAR AO PONTO DE VENDER UM ORGAO SEU , LEMBRE-SE QUE AQUI NESTE BRASIL QUE MORAMOS MUITOS NAO TEM OPORTUNIDADE , NASCEMOS , NA MISERIA , CRESCEMOS TENTANDO SAIR DA MISERIA E MORREMOS NA MISERIA , A DESIGUALDADE SOCIAL É MUITA E O PRECONCEITO BASTANTE , DESEJO QUE TODOS VCS NUNCA PASSEM O QUE ESTAMOS PASSANDO , EU TRABALHO 12 HORAS POR DIA PARA RECEBER EM TORNO DE $ 600,00 E MINHAS DIVIDAS COM IMPOSTOS , REMEDIOS , PARA MINHA FILHA ULTRAPASSA OS $800,00 , DINHEIRO FACIL SR JULIO É O QUE OS DEPUTADOS GANHAM SENTADO , E AINDA TEM A CARA LAVADA DE DIZER QUE TIRAM FERIAS PARA ALIVIAR O STRESS FAZ 2 ANOS QUE EU NAO SEI O QUE É FERIAS

  7. Não é questão de desafiar a Deus, é o desejo de oferecer coisas boas a seu filho, sair dessa condição precária de desemprego e subjugação que o Brasil está passando, e em relação a arrancarem suas tripas, existem contratos, respaudos, embora seja uma prática ilegal, o que não for consentido há diversas maneiras de denuncia-los caso algo aconteça com vc!

  8. Respostas aos SRs. Sentados em suas insensibilidades julgam… 95% dos julgamentos e incluo o meu sempre estão acompanhados da ‘’falta de conhecimento de causa’’ é claro que alguém que se submete a vender um órgão cujo o funcionamento e bem estar do corpo físico depende dele direta ou indiretamente >>>TEM QUE ESTAR ALEM DO DESESPERO’’. Sendo assim sugiro que fiquem vcs. Nestas condições porem não hipoteticamente e sim na prática… sem dinheiro para comprar o básico (alimentos)para os filhos… sem dormir por que sabe que se não pagar o aluguel será despejado e ficará na rua… isso quando não é o pior estar doente ou com filhos a beira da morte e dependendo dos cuidados do estado …e saber que vereadores , deputados , senadores definem quanto vão ganhar e com reajustes sempre entre 70% e 30% tem Dec. Terceiro / 14 / 15 , alem de férias de 60 a 90 dias , previlégios de toda a natureza assim é claro que somos enfáticos em dizer ‘’isso é crime’’ ‘’melhor é dar um jeito ou buscar outra forma para solucionar este problema’’.
    CANÁLIAS…HIPÓCRITAS …CRIMINOSOS…
    EM TEMPO; Esgotem todas as possibilidades para solucionar o problema dediquem-se para cristalizar isso… esperem até o limite de cada um … por fim se não houve solução… FAÇAM UM PACTO COM O CRIADOR (DEUS) NADA DE IGREJAS OU SEITAS SOMENTE VC E DEUS SEJA HONESTO >>> FAREI ESTE SACRIFÍCIO E VC (DEUS) ME DARA O QUE PRECISO.
    BOA SORTE A TODOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *