Separar o home do office

Há um tempo, escrevi sobre as alegrias de se trabalhar em casa, bem como a ilusão simples de “ganhar dinheiro na Internet” com pouco esforço. Obviamente, se alguém te oferecer remuneração para ficar no sofá com o computador ligado, desconfie sempre – talvez esta seja a mensagem mais recorrente deste espaço.

No entanto, se estiver disposto a usar parte de tempo no lar para faturar, há uma dica difícil de ser cumprida, mas primordial: “home office” não quer dizer misturar casa com escritório. É preciso deixar claro, especialmente no seu próprio ambiente, qual a diferença.

Apresentação é tudo – Tanto no “mundo real” quanto no “virtual”, mantenha a imagem e seriedade do seu trabalho. Tenha seu próprio website, preferencialmente com um domínio próprio – isso mostra um profissionalismo distinto daqueles que apresentam seu portfolio digital num blog gratuito. Em casa, escolha um canto tranquilo e estabeleça ali sua base. Não se preocupe com a decoração ou o preço dos móveis: é preciso se sentir trabalhando!

Invista em você mesmo – Já que está com algum tempo disponível, organize-se: use parte do seu dia para dar conta das tarefas propostas, mas use a outra para seu aperfeiçoamento. Leia livros, faça cursos on-line, mantenha bons contatos e estabeleça relacionamentos consistentes… Enfim, não suma de seus potenciais clientes.

Você trabalha em casa? Quais são suas maiores dificuldades? Compartilhe conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *