Seguir os passos de Eike Batista

Feliz ano novo! Tomara que, em 2012, todos os seus desejos materiais se realizem – e que, finalmente, você tome vergonhe na cara e controle seus gastos decentemente, em vez de sonhar com métodos mirabolantes de enriquecer da noite para o dia. A propósito, a grande referência no quesito “miliardário” em território nacional chama-se Eike Batista, o sujeito mais rico do Brasil e um dos dez mais em todo o globo.

Supondo que você tinha coisas mais legais para fazer no primeiro domingo depois do reveillon, certamente mal deu bola para a entrevista que o empresário deu ao Fantástico – os editores fizeram de tudo para valorizar o bate-papo, visto que foi a última reportagem da noite, que começou a presença do X nos nomes de suas empresas – como a EBX: é o sinal da multiplicação. Nada mais adequado.

E o que é empreender? – “Empreender nada mais é do que identificar ineficiências, falta de qualidade de produtos e fazer algo melhor. E melhor de tudo é fazer algo melhor e mais barato. Se você conseguir combinar essas duas coisas, você vai ganhar muito dinheiro”, diz. Mas há um detalhe importante: é preciso entender muito do negócio que se pretende tocar. ” A ideia é que todos os aspectos do negócio precisam ser levados em conta antes de começar um empreendimento, errar menos”.

E o que não fazer? – Pelo que pode ser apreendido na reportagem, um ponto importante é: não contar apenas com a sorte. Ao declarar que chegou ao primeiro milhão (“Eu tive muita sorte, porque em um ano e meio, eu cheguei a comprar US$ 60 milhões em ouro e fiquei com a margem líquida de US$ 6 milhões. Então, com 23 anos. Nada mal”), pode parecer que foi apenas um golpe do destino. Na prática, o que Eike fez foi arriscar, mas sem perder de vista a dureza do dia-a-dia. Empreender, como foi dito, pode parecer simples, mas requer uma boa dose de ousadia.

Enfim, depois de rever a reportagem, quem sabe você não se anima e se torna o próximo Eike, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *