Obter empréstimo em uma financeira

Recentemente fiz uma viagem para o Uruguai a trabalho. Na correria, não dei bola para a minha situação financeira e abusei do cartão de crédito, chegando perigosamente ao limite. Um erro, sem dúvidas. Posso adiantar que estes gastos exorbitantes foram suficientes para que eu, finalmente, bolasse uma planilha para controle de gastos.

Felizmente, descobri a tempo que dificilmente saldaria a dívida neste mês sem tomar um empréstimo pessoal. Com a queda dos juros básicos da economia, meu banco já é capaz de oferecer uma taxa bastante razoável. Em poucos cliques, pude tapar o buraco – e fugir das extorsivas taxas de juros do cartão.

Jeito rápido – Para quem tem conta em um dos grandes bancos do país e utiliza o Internet Banking, observa que mesmos oferecem condições de crédito pessoal com muita facilidade. A vantagem é administrar tudo na mesma conta. Mas atenção: use esta opção com muito cuidado. O Banco Itaú, ainda que esteja interessado em seguir lucrando (como qualquer banco), faz uma campanha muito bacana, incentivando o uso consciente do crédito.

Jeito certo – Se a situação não é desesperadora, isto é, a dívida ainda não aconteceu (como na compra de um bem mais caro) ou pode ser administrada com mais calma, uma boa saída é consultar muitos bancos, que se apresentam como instituições financeiras idôneas. Não faltam opções, algumas bastante populares em função das propagandas na TV. Há casos em que as vantagens de um empréstimo consignado (com desconto direto na folha de pagamento ou aposentadoria) compensam em comparaçào aos juros cobrados pelos concorrentes.

Evidentemente, a situação ideal é bem mais simples: apertar o cinto e fugir do descontrole!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *