Ganhar um milhão na Internet

Reparou na capa da Revista Época desta semana? O texto, assinado por Bruno Ferrari e Carlos Giffoni, apresenta um grupo de empreendedores, com pouco menos de trinta anos de idade, mas bem sucedidos. Em comum, todos tiveram basicamente uma idéia brilhante e a executaram com todo empenho.

Além disso, um componente altíssimo de criatividade permeou as novas tecnologias e modelos de negócio. A reportagem traz, entre os seus destaques, o site de compras coletivas Peixe Urbano, a tecnologia de distriubução de vídeos Samba Tech, a rede social de moda byMK, o Buscapé (considerado pela revista o maior caso de sucesso da internet brasileira) e o sistema de anúncios bolado pelo Marco Gomes, o boo-box.

Mas… Um milhão? Lógico que a matéria focou apenas empresas que chegarm a um clube muito seleto… Mas há espaço pra tudo dentro da rede. Realmente, como já escrevi antes, há um misto de “senso de oportunidade” e empenho na execução em todos os casos de sucesso. O blog Startupi pode não citar apenas idéias milionárias, mas abre caminho para empreendedores brasileiros com idéias que podem render, por que não, alguns bons mil reais.

Eh, Brasil… O maior problema enfrentado por essa turma, de acordo com a reportagem, são os entraves nacional para manter uma empresa na linha. “O Brasil tem uma burocracia atroz para as empresas (uma hipotética empresa média gastaria 2.600 horas de trabalho só para lidar com as exigências do governo, um dos piores cenários do mundo) e impostos, muitos impostos”. Vai dizer que isso não desestimula qualquer um de arriscar seu tempo e recursos num negócio, ainda que ele exista apenas virtualmente?

Agora, para cada caso de sucesso que demanda muito trabalho, existem centenas de picaretas que tentam caminhos mais curtos… Abra o olho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *