Ampliar ou cancelar crédito consignado? É golpe!

Quanto mais a gente vive, mais golpes aparecem. Assisti ao Fantástico neste último domingo e fiquei estarrecido com a sacanagem feita com aposentados endividados, que acabam se enrolando com empréstimos consignados. Como o limite das parcelas não pode ultrapassar 30% da aposentadoria (que, na maioria dos casos, já é um valor ridículo), o discurso “consiga agora mesmo um novo empréstimo” é tentador, não?

A reportagem do Show da Vida explicou como a mutreta funciona. O advogado consegue uma liminar suspendendo o primeiro empréstimo, alegando que o aposentado não pediu ou desconhece. A cobrança é suspensa, permitindo novos empréstimos – e garantindo seus honorários. Mas o malandro abandona a causa, ignorando a liminar e ressuscitando as primeiras parcelas. Dessa forma, o pobre dependente de INSS fica ainda mais enforcado!

E agora? Para quem caiu no golpe, a saída é pagar as dívidas todas e seguir a vida. Mas a reportagem revela que o esquema pode ter tentáculos ainda maiores: liminares expedidas para outros estados, aposentados laranjas, juízes que validam os pedidos sem ver… A manobra toda é criminosa, estelionato de ponta a ponta, e se houver empenho das autoridades, vai sair mais coelho deste mato.

E a minha grana? Simples: desconfie de qualquer milagre. Não existe empréstimo feliz, muito menos garantia de “risco zero” na Justiça. Enquanto essa roda maldita continuar girando, perdem aposentados (mais endividados) e o sistema todo, que engole prejuízos. Está com problemas financeiros? Peça orientação a amigos, familiares, gente que possa te ajudar com contas. A última possibilidade é o empréstimo via banco.

Lembre-se: não existem gananciosos camaradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *